A Nossa Família


Todas as famílias têm uma História.

A História das famílias é normalmente transmitida de geração em geração, quer por via oral, quer por documentação existente – documentos oficiais, correspondência, fotografias, árvores genealógicas…

Há ainda situações em que devido à notabilidade de um membro da família, ou da própria família, há transmissão da informação da sua História por outras vias: livros, jornais da época, documentos em arquivos, estudos académicos, sites de genealogia e outros.

Muitas vezes, porém, a informação perde-se e não há transmissão entre gerações, ficando assim os mais novos privados de conhecer as suas próprias raízes.

A História das famílias é complexa, pois ela é fruto da convergência e síntese das Histórias de cada um dos seus diversos ramos. Devemos ter presente que o número dos nossos antepassados pertencentes a   sucessivas gerações (graus) cresce em função exponencial de base dois (dois pais, quatro avós, oitos bisavós, dezasseis trisavós…) o que implica um número cada vez maior de pessoas e ramos à medida que andamos para trás no tempo, é por isso natural que o conhecimento que deles temos, possa ser muito diferenciado e assimétrico.

É em parte do conhecimento e síntese das Histórias dos nossos antepassados que emerge a cultura familiar que naturalmente tem sobre cada um, uma enorme e importante influência. O que cada um é, o seu caracter a sua personalidade depende de inúmeros factores – genéticos, educacionais, relacionais, experiência de vida – mas depende também da cultura familiar que existe no seu seio, dos valores, dos gostos, dos comportamentos que aí dominam.

Entendemos que a preservação da História da Família é um importante factor de coesão familiar e pode dar corpo a uma cultura familiar mais rica e sustentada.

Este site representa um esforço para transmitirmos à  nossa descendência uma informação estruturada sobre a História da nossa Família.

Pedro Lauret e Isabel Cid